domingo, 26 de setembro de 2010

Harmonia dentro de casa

Mude o quarto para esquentar o relacionamento amoroso

Manter a energia de um casal sempre elevada não é tarefa fácil. As causas que diminuem ou extinguem o "fogo da paixão" são muitas, mas as soluções também.
No livro "Feng Shui Para o Amor e o Romance", o escritor Richard Webster sintetiza bem essa fase da vida do casal. Segundo ele, "por mais triste que seja, é preciso admitir que nem sempre uma paixão dura para sempre".
Muitos casais, que a princípio desfrutam de uma vida amorosa estimulante e feliz, percebem que a paixão aos poucos vai diminuindo e a vida sexual passa a ser cada dia menos intensa. Agora se o relacionamento é bom em muitos aspectos, mas falta mais entusiasmo entre os lençóis, várias soluções podem estimular e revitalizar relações desgastadas, e o Feng Shui está aí para isto.
A paixão não acaba necessariamente, mas amadurece e se transforma em muitas outras formas de amor - uma energia mais calma, segura e romântica. Essa mudança faz com que muitos casais caiam num "mar de tranquilidade" e não se preocupem em estimular "novas paixões" dentro do próprio relacionamento. Resultado: monotonia e sensação de vazio.
Para estimular o relacionamento amoroso, o ponto de partida é o quarto do casal, onde ocorrem os momentos mais íntimos, sendo por isso um dos ambientes mais especiais de uma casa. Além de ser o local onde as energias do sono são renovadas diariamente, é nele que são compartilhados os amores profundos e os desejos "proibidos".
Por esses motivos é que a energia "Chi" precisa circular 24 horas por dia. Cuidar da arrumação, limpeza, ventilação, decoração e iluminação é primordial para que o quarto tenha uma energia agradável, seja aconchegante, convidativo e íntimo.
Várias dicas podem deixar o quarto mais "caliente". Veja:
• Mantenha-o sempre arrumado, limpo e organizado. Não deixe nada bagunçado neste ambiente.
• Evite brigas e discussões no quarto. Desentendimentos devem ser resolvidos em outro cômodo da casa. O quarto do casal deve ser um "oásis" de paz, amor e harmonia.
• Seja sensato ao decorá-lo. Evite móveis e objetos grandes que causem uma sensação de aperto. Quem gosta de móveis escuros precisa equilibrar a energia usando cores claras na decoração e na roupa de cama. Se você gosta de móveis e decoração em tons claros ou pastéis, ponha energia com detalhes em vermelho, amarelo e azul royal.
• Aumente a iluminação do quarto. Luz e claridade, natural ou artificial, atrai e estimula a energia "Chi". Quartos escuros ou sombrios revelam relacionamentos apáticos, sem graça. Durante o dia, deixe a luz do sol entrar. Abra as janelas, cortinas e persianas. À noite, ascenda as luzes ou luminárias por algumas horas.
• Mantenha o quarto bem arejado. Deixe as janelas abertas por algumas horas diariamente.
• Atenção com a cama do casal, já que quase tudo ocorre sobre ela. Tenha os seguintes cuidados:

1- Evite que o sol bata diretamente sobre a cama. Acredita-se que isso ative demais o leito, podendo prejudicar o sono, por exemplo. Mas se vocês são recém-casados ou se a vida sexual anda muito monótona, uma cama aquecida e ativada é tudo o que se quer!
2- É importante que a cama tenha cabeceira e esteja apoiada na parede para que o casal tenha sensação de segurança.
3- Evite que a cama fique alinhada com a porta do quarto. Nesta posição, a cama receberá muita energia "Chi" e deixará a cama e o casal muito agitado
4- Nunca ponha a cama debaixo de uma viga exposta, ainda mais se viga ficar entre o casal. Simbolicamente, pode representar uma separação.
5- Evite que a cama fique encostada na parede onde passam os canos de água e esgoto do banheiro. Isso pode provocar o roubo de energia da cama, o que, por tabela, desanima o casal.

Dicas para aquecer o quarto do casal
Os estímulos capazes de ativar a energia do quarto podem ser objetivos ou subjetivos, dependendo de cada pessoa. As dicas a seguir trabalham com vários elementos e símbolos para estimular as energias.
• Pintura do quarto: Muito cuidado na hora de pintar o quarto. O branco total nas paredes e na roupa da cama não é uma boa opção. Como cor é energia, a falta dela pode caracterizar um estado de falta de vigor e monotonia. Prefira as cores neutras ou pastéis. Para ter um quarto com boas energias prefira pintar as paredes com salmão, pêssego, verde erva-doce, areia e rosa. Vermelho, amarelo e laranja são ótimos para estimular a sexualidade, mas devem ser usados apenas em detalhes. Nunca pinte com essas cores paredes inteiras, principalmente com o vermelho.
• Cor é energia: Quanto mais cor tiver o quarto, mais alegre será o relacionamento amoroso, mas tenha bom-senso na hora de decorá-lo. Equilibre as cores para não haver excessos. Conheça as mensagens de algumas cores para saber o que elas podem trazer para o seu relacionamento:


VERMELHO: é a cor das paixões, dos amores, da sexualidade e do tesão. Por ser vibrante, ativa até demais. Melhora o astral e o humor das pessoas
ROSA, SALMÃO E LILÁS: transmite paz, serenidade, amor, romantismo e paixão suave
AZUL CLARO: passa calma, serenidade e aconchego
BRANCO: vibração de luz, calma, tranquilidade e equilíbrio
LARANJA: sensação de aconchego, alegria, jovialidade e juventude
AMARELO: estimula a comunicação do casal, além de passar alegria e vitalidade
VERDE: passa uma sensação de equilíbrio, renovação e segurança

• Os casais do Feng Shui: O quarto do casal deve ter muitos símbolos de duplas ou casais que passem a idéia de união, amor, amizade, carinho e sinceridade. Comece por colocar no quarto, e por toda a casa, várias fotos do casal. Fotos do casamento, daquela viagem feliz e da festa de fim de ano. Prefira as fotos de vocês juntos em momentos especiais e felizes. Outros objetos simbolizam união, como um par de velas (vermelhas ou rosas), de abajures e de vasos com flores. Use também um casal de anjos, de gatos, de pombos, de crianças ou de monstrinhos -dependo do seu gosto e humor. Estatuetas de casais nus se abraçando, se beijando ou se amando são boas opções.
• Quadros e gravuras: Estimular o quarto do casal por meio de quadros e gravuras é um recurso valioso.
Para os sensuais, silhuetas de mulheres nuas ou bocas femininas carnudas. Para os eróticos, casais nus.
Motivos de flores são indicados para os românticos. Para os abstratos, o vermelho, rosa, azul claro e branco transmitem paixão e amor.
• Poder dos perfumes: Podemos estimular o relacionamento usando perfumes no ambientes. Conheça o poder de algumas essências:

ROSAS: estimula o amor, romance e a paz
ÂMBAR: considerado um tônico sexual
CAMÉLIA: realiza todos os desejos
LAVANDA: reaproxima quem se ama
NARCISO: estimula a amizade
PINHO: potencializa a atração
BAUNILHA: aguça a sensualidade

Outros detalhes
• As pedras e cristais são geradores de energia. Prefira as pedras vermelhas, cristal de quartzo rosa ou branco.
• Coloque na decoração do quarto a figura de uma casa -um dos maiores símbolos de união, paz, segurança e amor.
• O vermelho pode aparecer nas flores, no tapete, na cortina e nos lençóis, mas sempre em pequenas proporções.
• Coloque muitas flores no quarto -brancas, rosas, violetas e vermelhas. Elas esquentam o relacionamento e limpam o ambiente das energias negativas.
• Se o casal fizer estilo romântico, a roupa de cama pode ter motivos florais. Os "descolados" podem optar pelos desenhos geométricos.
• Pelo Feng Shui, os tons rosados devem predominar na colcha e na cortina. Coordenados, são recursos que ativam o quarto do casal. Com padronagem de flores é ainda melhor. Os chineses acreditam que a flor é um símbolo de amor.
• Não podemos esquecer das almofadas sobre cama. Além de decorativas, podem ser instrumentos de amor, dependendo da imaginação do casal.


fonte:http//www.astrologosastrologia.com

sábado, 25 de setembro de 2010

Harmonia no Jardim

Os jardins representam a conexão direta com a natureza, são revitalizantes, paradisíacos e ativam a energia vital (chi). Criar um belo jardim é uma arte.
Os jardins devem conter os elementos do Feng Shui (água, terra, fogo, madeira e metal) e equilbrar as energias yin (feminino) e yang (masculino).
Para lugares mais secos, vale incluir água em fontes ou espelhos d'água.

Para lugares mais úmidos, vale inserir pequenas pedras.
Caminhos sinuosos entre o jardim e a casa são auspiciosos.
Árvores localizadas perto da entrada ou na parte posterior de uma casa simbolizam proteção. Mas devem estar numa distância apropriada para não criar obstáculo e escuridão.

Coloque no seu jardim plantas e flores com as cores e formas relacionadas aos respectivos guás do baguá.
As plantas, flores e árvores devem estar sempre saudáveis.
Segundo o Feng Shui, a peônia é uma das mais flores mais auspiciosas para ambientes e jardins e simboliza prosperidade e amor. Outras flores de sorte são: crisântemo que simboliza alegria e vida longa. A orquídea é o feminino, o amor, a beleza, a gentileza e a hospitalidade. O jasmim é doçura, amizade e amor. A azaléia é graça e feminino.
Comedouros e bebedouros para pássaros são sempre bem-vindos nos jardins.
Cristais de quartzo, seres encantados como fadas, elfos, gnomos, esculturas de animais, móbiles, luzes, bambus, vasos e sinos de vento podem deixar seu jardim ainda mais energizado e bonito.
 
fonte: http://cantodofengshui.blogspot.com/


Bagua - Significado eutilização

- Significado dos lados
Oeste:
Tui, a alegria
Tui representa a alegria e felicidade. Assim como um lago, ele é fraco por fora e obstinado por dentro. Seu elemento é o metal que atua nos campos da criatividade e sorte dos filhos. É bom ter nesses ambientes pratarias, medalhas, moedas e esculturas em metal. As cores que dão sorte são o branco, dourado e prata.

Noroeste:
Chien, o criador
Chien simboliza o céu e a perseverança. Ele atua no setor dos amigos e pessoas úteis ao seu ciclo de vida. Seu elemento é o metal. As cores utilizadas nos ambientes regidos por este trigrama devem ser o branco, o prata e o ouro. Objetos como móveis e esculturas em metal são propícios para a atração do bom Feng Shui.

Norte
Kan, o abismo
Este trigrama representa Kan que é regido pelo elemento água, influenciando o trabalho. É bom utilizar nestes ambientes cores mais escuras como o azul e o preto. Aquário, pequenas fontes e vasos com água são excelentes ativadores da boa sorte neste ambiente.

Nordeste
Ken, a montanha
Este trigrama representa a imobilidade da calma e da tranqüilidade, espera e solidão. Seu elemento é a terra que rege a educação e a espiritualidade. Pequenos vasos, miniaturas de jardins japoneses, desenhos ou gravuras de montanhas são ótimos para atrair boas energias. A cor bege é a mais indicada para a decoração.

Leste:
Chen, o movimento
Este trigrama simboliza o dragão e possui a imagem do trovão. Ele rege a família e seu elemento é a madeira. Neste ambiente é indicada a presença de árvores e plantas, folhagens, ou até mesmo bonsais. É um ambiente de cores escuras como o verde e o marrom.

Sudeste:
Sun, a suavidade
O Sun é o trigrama que representa a prosperidade. Os ambientes regidos por Sun necessitam ter muitas plantas...enfim muito verde. Pequenas árvores, troncos e esculturas são bem vindos, assim como móveis pequenos em madeira, que são ótimos incentivadores do bom Chi, pois o este é o elemento deste trigrama.

Sul:
Li, o envolvimento
Este trigrama é regido pelo elemento fogo que representa o sol, a claridade, o brilho, e governa o sucesso. No ambiente deste trigrama é necessário a utilização de luminárias, castiçais e velas. As cores indicadas são todas as de tonalidade vermelha.

Sudeste:
Kun, o receptor
Kun é o trigrama da terra, regendo o casamento e os relacionamentos. As cores indicadas para utilizar neste local são o bege e o amarelo. É bom ter um vaso grande neste ambiente, ou destiná-lo para um jardim. As imagens do globo terrestres e de montanhas são bons ativadores de Chi.


- Saiba como utilizar o Ba-Guá

Principal símbolo da prática do Feng Shui de hoje em dia. Tem uma forma octogonal que corresponde aos quatro pontos cardeais da bússola e às suas quatro subdivisões.
Cada uma dessas subdivisões atende a uma necessidade da vida. O Feng Shui atende os seguintes pontos: educação e espiritualidade, relações na família, relacionamenos e perspectivas de casamento, prosperidade e riqueza, reconhecimento profissional, criativadade e sorte dos filhos, trabalho e amigos.

Abaixo segue o passo-a-passo de como utilizar o Ba-Guá: Caso você tenha alguma dificuldade em encontrar as localidades, utilize uma bússola que é mais precisa, OK?
1) Antes de qualquer coisa você deve se posicionar no centro da sua casa.
2) Agora você deverá fazer um esboço do local (caso tenha dificuldade em reproduzir, utilize a planta da casa).
3) Coloque a imagem do Ba-Guá sobre o esboço da seguinte forma, o lado Norte do esboço (Dúvidas? Use a bússola) deve ficar sob o lado Norte do Ba-Guá.
Pronto, agora os lados do Ba-Guá já estão direcionados para os cômodos da sua casa. Leia em Significado dos Lados o que deve ser adicionado e reestruturado em cada local, de acordo com as suas aspirações.
4) Se sua casa tiver mais de um andar, faça a mesma procedência dos primeiros passos no andar de cima.
5) Pronto, agora você já pode apurar quais aspirações da vida correspondem a determinados cômodos da casa. O Ba-Guá possui diversos símbolos. Você precisa olhar cada um dos trigramas do Ba-Guá, conforme a disposição de cada um em relação aos cômodos.
6) Assim, só resta agora ativar os ambientes que estão com problemas ou em que você quer ter boa sorte.
 Faltam cômodos:
Pode ser que depois que você fizer a identificação dos ambientes, fique faltando um ângulo. Para não ficar sem a sorte desse setor, tente “construir” esse setor. Isso pode ser feito de duas formas: ampliando a sua casa ou usando um espelho de parede para ampliar a residência naquele ângulo.
 Problemas:
Dois problemas podem ocorrer:
- Caso o lado que você queira ativar esteja ocupado pelo toalete, esta é uma má notícia. Todas as energias deste ambiente acabam sendo drenadas. Pare de usar este aposento imediatamente.
- A cozinha nessa localização também diminui a sorte no setor correspondente.

fonte:http// taviorio.multiply.com
Plantas femininas e masculinas

Femininas: orquídea, rosa, peonia
Masculinas: girassol, cravo, lírio

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Dicas para estimular a floração dos dendrobiuns

 Quando chegar o mês de junho  até setembro ( que é o auge da floração), as regas devem ser diminuidas significativamente, tendo o cuidado para não deixar a planta desidratar, lembrando que a mesma deverá receber uma maior exposição de raios solares neste período; caso contrário as plantas emitirão muitos brotos e mudinhas ao invés de flores; outra dica para estimular floração é a utilização de NPK de 15 em 15 dias como é indicado na bula, não só em dendrobiuns mas em todas as orquídeas.

sábado, 11 de setembro de 2010

Vaso alternativo

 O tronco de coqueiro Bocaiúva, foi encontrado jogado fora; estas partes aqui tem cerca de 60 cm.  Foi feita uma limpeza com o facão para remoção dos espinhos encontrados na extenção do tronco. Durante um mês ficou descansando enquanto recebia regas e cinzas de carvão.Foi retirada metade das fibras de seu interior, preparado um substrato de terra e carvão  e transplantadas as mudas. Em pouco tempo as plantas já se apresentavam mais verdes e com folhas novas; os troncos de coqueiro são uma ótima opção para manter a umidade das plantas além do visual natural que chama a atenção e é muito bonito.





Lírio da paz

Este lírio está servindo de forração para um coqueiro que está envasado. Tenho alguns exemplares de duas espécies diferentes, esta da foto, que tem flores e folhagens pequenas e outra de tamanho grande. Tenho grande carinho por este tipo de lírio porque é uma das plantas preferidas de minha mãe.
(foto:Romana)

 

Essa é uma das plantas mais versáteis que existe, é perfeita pra decorar ambientes internos como escritórios, iluminar aquele cantinho mais escuro de casa (até no banheiro ela vai bem), como forração para espécies mais altas em vasos ou árvores (naquela parte sombreada, onde a grama nunca fica legal), próximos a fontes ou laguinhos, em vasos ou no solo.

Como se tudo não bastasse, ainda é considerada uma planta purificadora, estudos da NASA, atestam que ela é capaz de amenizar ondas eletromagnéticas emitidas por equipamentos eletrônicos e filtrar poluentes, e segundo o Feng Shui, oferece proteção e harmonia ao lar.
 Ele gosta de meia-sombra, não suporta o sol direto, que pode queimar as folhas. Evite, principalmente entre 9 e 17h.
No geral, é bem resistente a pragas e doenças, exceto em casos de encharcamento, que deixam a planta muito sensível ao ataque de fungos.

fonte: http://www.rainhasdolar.com/

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Utilizações do côco da bahia

Modo de fazer: Serra os cocos ao lado contrario isto é, do fundo, porque onde sai o broto fica o fundo do vaso. Você só serra a casca e a fibra, a casca grossa dele precisa ficar para retirar inteiro com um formão,(ferramenta que corta rodeando sem estragar nem a casca do coco e nem a fibra) ali tira o coco inteirinho; e fica um vaso só com a fibra. Depois abre bem um buraco no fundo, no lugar que sai o broto do coco para escoar a agua da chuva.
Modo de plantar: Primeiro tem que esterilizar o vaso mergulhando em água medida com cloro, (uma colher de sopa cada litro de agua). Se vocês não sabem, o substrato do coco, se plantar sem esterilizar da fungos e mata a planta; deixe por umas horas, retire e lave muito bem para tirar todos os resíduos do cloro; coloque depois para secar bem ao sol de boca para baixo. Depois de três dias quentes de sol, é hora de colocar as alças de arame ou fios, o que achar melhor, não esquecer de colocar outro fio passando por baixo do fundo e entrelaçando as alças de sustentação do vaso, porque, a fibra com o peso da planta poderá rasgar.Chegou a hora exacta de estrear o vaso de coco, como? Encher até ao meio de carvão vegetal de eucalipto, quebrado bem pequeno(tamanho de um dado), pega a mudinha, com todo o substrato do vasinho, coloca-a sobre o carvão e ajeita a ponto que as raízes logo nos anos seguintes já estão sendo expostas do lado de fora do coco,como na foto.



fonte: http://www.fazersite.com.br/
 
 
Substrato de coco seco
 
Há tempos os orquidófilos do Brasil têm utilizado com sucesso o coco seco (popular coco-da-Bahia), como substrato no plantio de orquídeas epífitas. Mais recentemente, com a escassez e principalmente a possibilidade de extinção do xaxim, algumas empresas lançaram-se no mercado industrializando casca de coco verde, melhorado sua fibra através de tratamentos próprios na fabricação de vasos e placas conhecidos por coxim. Muito há de ser ainda desenvolvido nesse sentido visando melhorar a qualidade desses substratos pois apesar da indústria apresentar excelentes produtos enquanto ”forma e aspecto bonito” embalados nas prateleiras de supermercados e lojas de jardinagem, na prática, quando utilizados para o fim a que se destinam em nossas casas e orquidários, deixam a desejar, isto porque alguns apresentam excesso de látex usado para incorporar as fibras, outros, excesso de juta, fibra longa parecendo crina de cavalo, e que, quando molhados, deformam-se completamente, e aqueles que apesar de rígidos, compactos, acabam esfarelando-se com certa facilidade depois de algum tempo de uso, ou com excesso de pó de coco, o que também não é bom para o enraizamento de nossas orquídeas. Isto não quer dizer que nao sejam bons para plantio de samambaias, avencas e outras plantas do gênero, mas nosso assunto específico é plantio de ORQUÍDEAS.
Uma boa solução, para mim, e ainda a mais barata e simples é a utilização do coco seco, sem qualquer beneficiamento industrial (sem desencorajar os fabricantes de coxim).

CURTINDO O COCO VERDE.
Não existe nenhum segredo para isso, basta conversar com o vendedor de água do quiosque encomendando-lhe os tantos cocos cuja água vendeu durante o dia, e que irá jogar fora nos containers de lixo da Prefeitura. Em seguida, esparramá-los na parte mais ensolarada do quintal de casa, ou local que se possa fazer isso sem atrapalhar o trânsito de pessoas e veículos, deixando-o curtir, virando-o periodicamente uma vez ao dia, por mais de um mês ou até que desidratem e adquiram a cor amarronzada própria, quando perdem muito do peso inicial e diminuem sensivelmente o tamanho. Normalmente a polpa interna no interior da noz dura, com a ação de bactérias acaba liquefazendo-se e colocando o coco com o furo para baixo ela escorrerá. Nos casos em que o coco estiver maduro, casca já amarela e mais fibrosa (melhor ainda!) e a polpa tornou-se castanha, cortá-lo ao meio e com auxilio de uma colher, jogá-la fora, sendo rica em gordura é uma fonte nutricional para fungos e bactérias, coisas que não queremos para nossas orquídeas.
Estando o coco seco apenas com sua parte fibrosa e a noz dura sem polpa interna, teremos um excelente substrato para nossas orquídeas epífitas, principalmente Cattleyas e seus híbridos em geral, Oncidiuns, Catasetíneas e outras.
A durabilidade do coco seco inteiro como substrato de orquídeas é superior ao xaxim. A orquídea irá enraizar-se em toda sua esfera ovalada, multiplicando seus pseudobulbos, ficando bonita, e muito mais fácil a retirada de mudas quando for necessário.
Já experimentei cortá-lo em pedaços menores ainda verdes (certamente bem mais fácil que com ele já seco) usando de um facão, para “velar” ou secar mais rápido. Isso até aconteceu, mas ao utilizar os pedaços secos para o plantio, apodreceram-se rapidamente, alguns formaram uma estranha viscosidade, outros foram acometidos por um tipo de caruncho. Resumo, dá um pouco mais de trabalho cortá-lo duro e já seco, mas aconselho deixá-lo velar ou desidratar-se sob sol pleno e INTEIRO, ou no máximo cortado ao meio nos casos em que já estiver maduro necessitando retirada da castanha. Com ele desidratado inteiro é bastante durável, sem apresentar os problemas referidos neste parágrafo.
A casca de coco seca possui em sua composição química macronutrientes e alguns micronutrientes cujos valores desconheço, mas para uma idéia de possibilidades, o Documento 52 (ISSN 1677-1915) da Embrapa cearense, apresenta excelente trabalho de sua equipe técnica que trata da

UTILIZAÇÃO DA CASCA DE COCO COMO SUBSTRATO AGRÍCOLA
“A composição química da casca de coco varia amplamente, conforme fonte, época do ano e quantidade de chuvas (Kämpf & Fermino, 2000). Uma caracterização química do pó de coco verde foi realizada no Laboratório de Solos da Embrapa Agroindústria Tropical (Silva, 1999). Foram determinados, também, o pH e a condutividade elétrica do material. A Tabela 2 apresenta o resultados de uma análise química de casca de coco verde, proveniente do Estado do Ceará.

Tabela 2. Caracterização química da casca de coco-verde.

N P K Ca Mg Na
(g/kg)
6,52 1,42 11,5 6,80 1,79 12,5
Fe Cu Zn Mn M.O.*
(mg/kg)
1973,0 6,6 31,8 23,3 72,58

*M.O. – matéria orgânica em percentagem.

A casca de coco verde apresentou uma alta concentração de sais, o que provoca uma condutividade elétrica (CE) alta. Nessa amostra específica, a CE foi igual a 4,7 dS/m. A lavagem com água, entretanto, mostrou ser um procedimento adequado para reduzir a quantidade de sódio e potássio presentes, que podem ser facilmente lixiviados. O procedimento de lavagem mostrou-se adequado também na redução do teor de taninos. Isso é importante, pois taninos solúveis muito concentrados são fitotóxicos e inibem o crescimento da ponta das raízes (Kämpf & Fermino, 2000). Com relação ao pH, a casca de coco verde apresenta valores situados entre 4,8 e 5,2.” – fonte: www.cnpat.embrapa.br

Vemos no estudo acima, os teores desses elementos químicos no coco verde, seu alto teor de sal e tanino e acentuada acidez; a quantidade de potássio não consideramos porque no caso do plantio usando-o inteiro, sua liberação seria homeopática e como estaremos usando o coco seco, cuja média do pH gira em torno de 5,5 – 6,0 (portanto entre moderada e fraca) na perda de água pela desidratação natural, perde também boa parte desses dois componentes, sal e tanino, e conforme o próprio texto explica, seus teores são reduzidos pela lixívia (lavagem), propiciando um pH praticamente neutro.
Ora, se diariamente regamos nossas orquídeas e sendo a casca do coco seca e lisa, nessa lavagem natural pelas regas, minimizamos a quantidades de elementos químicos indesejados que a planta não sentirá, tanto que pela experiência que já tive, apresenta excelente enraizamento. Pelo próprio formato ovalado e liso da casca, pouco reterá de excessos dos sais de adubos solúveis, a não ser aquilo que o velame absorver naturalmente. O tanino é considerado um antifúngico e bactericida natural, e em quantidades mínimas, acaba sendo benéfica sua presença na fibra de coco seca.
Outra vantagem do uso do coco inteiro no plantio de nossas epífitas, é que sendo casca lisa, com algumas nervuras típicas formadas pela secagem, dificulta a moradia ou esconderijo de algum inseto indesejado em nosso orquidário, o que não acontece em cascas muito rugosas.

PLANTANDO NOSSAS ORQUÍDEAS EM CASCA DE COCO SECO.
Podemos plantar nossas epífitas de forma comum usando o coco inteiro (é o que prefiro para Cattleyas e afins), ou com ele todo furado ( furadeira com broca grossa – faremos furos aleatoriamente em volta dele), facilitando enraizamento inclusive na parte interna da noz dura e oca. Segundo Mirene Kazue Haga Saab*, do Orquidário Oriental, “na Tailândia, a espécie Dendrobium phalaenopsis é plantada em cascas de coco, que são cortadas em quatro partes. Cada uma recebe um exemplar”. *revista ”Como cultivar Orquídeas”, 20ª edição, Casa Dois Ed.
Se quisermos usá-lo em pedaços, colocando-a como substrato em vasos plásticos ou de cerâmica, cestos, no meu caso, uso de uma marreta para rachá-lo e em seguida com um machado ou facão corto tantos pedaços quantos quiser e no tamanho que desejar.
Se precisar dele desfibrado, para garantir um substrato mais úmido, é simples também, depois de quebrá-lo com a marreta, separo por gomos, colocando-os sobre uma superfície dura, preferencialmente um pedaço de tábua resistente, e com poucas batidas da marreta sobre os gomos, eles ficam macerados em fibras. Neste caso, devem ser lavadas em água corrente para retirar o excesso de pó.
A fixação da planta é feita amarrando-a no coco seco inteiro, usando de pedaços de fio telefônico. Feito isso poderá ser colocado em vasos ou simplesmente suspensos, transpassando numa das pontas pedaços de arame liso galvanizado.
Pedaços ou fibras da casca de coco seca podem ser misturadas a outros tipos de substratos conforme a necessidade, formando um mix benéfico ao crescimento da orquídea, como casca de arroz carbonizada, cacos de telha ou tijolo de 8 furos e outros que o conhecimento e experiência de cada um indicará.
Finalizando, poderiam me perguntar “ -Posso plantar minha orquídea no coco inteiro ainda verde?” –Não, porque pelo processo de desidratação natural o mesmo estará liberando nesse período altos teores de sal e tanino, extremamente prejudiciais ao enraizamento de qualquer planta.
Sua utilização sem restrições só poderá ser feita após realmente desidratado e adquirir a aparência daqueles secos mostrados nas fotos deste artigo !

fonte: www.orquidariocuiaba.com.br




Imagem: LIME IN THE COCONUT

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Orquidófilo

A origem da palavra orquidofilia vem do grego orchidos + filein, que significa apreciar orquídeas.
No Brasil, os primeiros "cultivadores" de orquídeas foram as tribos indígenas.
Gostavam tanto da plantinha que faziam rituais com orquídeas e acreditavam em poderes mágicos e medicinais, além, é claro, de fazer uso da flor para cosméticos e enfeites.
O Brasil é um dos maiores santuários mundiais de orquídeas, devido à condição climática do país. Possui um grande mercado interno e o baixo custo da produção de flores.
O Rio de Janeiro também demonstra abundante interesse pelas orquídeas, tendo o Jardim Botânico como exemplo.

Conheça alguns orquidófilos de destaque:
Barbosa Rodrigues foi um orquidófilo e também diretor do Jardim Botânico, do Rio de Janeiro. Ele era botânico e artista plástico.
Guido Pabst publicou diversos trabalhos, em forma de pequenos artigos para a Revista "Orquídea".
Augusto Ruschi é autor de diversas obras sobre Botânica, Zoologia e Ecologia, tendo publicado 500 trabalhos científicos. Também foi professor titular do Museu Nacional da UFRJ.

Dia do Orquidófilo: 22 de junho.

Fonte: www2.portoalegre.rs.gov.br



Orquídofilo: amador ou colecionador de orquídeas.
( Dicionário Candido de Figueiredo, 1913 )

Phalaenopsis vinho e branca

domingo, 5 de setembro de 2010

A técnica chinesa de harmonização e equilíbrio de ambientes, Feng shui, estuda e procura ativar as áreas e energias de prosperidade que circulam e existem em nossa casa.

1)" A PROSPERIDADE BATE À PORTA "
Para que a ela, a prosperidade, entre totalmente em sua vida, alguns cuidados são necessários:
- A casa deve ter uma numeração de fácil identificação, se não a sorte não vai te achar.
- A porta deve abrir com facilidade e totalmente. Nada de portas emperradas ou com móveis atrás que impedem a abertura total.
- Ponha um sino de vento de metal atrás da porta. O sino atrai boas energias.



2)" A ABUNDÂNCIA BANHA SUA CASA ".
Para o Feng Shui, toda a casa deve ter um rio calmo e sereno passando diante da porta. O rio irá trazer, para a casa e seus moradores, saúde, prosperidade e alimentos, levando embora as más energias. Hoje em dia, nem sempre conseguimos ter um rio em nossas portas. Mas, podemos colocar objetos e quadros que lembrem água. Você pode colocar, pelo lado de dentro da casa, próximo a porta de entrada, uma fonte de água ligada, um aquário com peixes, uma gravura ou quadro com um rio, mar e barcos, uma foto de um local que tenha cachoeira ou motivos naúticos. Tudo para atrair prosperidade.



3)" O FOGO DA PROSPERIDADE "
Você sabia que o fogão é considerado o caixa forte ou cofre da casa. Seu elemento é o fogo. É nele que preparamos os alimentos que irão nos dar sustetanção e energia no dia-a-dia. Anote alguns cuidados que você deverá ter com o fogão:
- Sempre limpo e impecável;
- Todas as bocas e o fogão funcionando bem;
- Nada de lixo perto dele, é anti-próspero.



4)" CUIDADO COM ENTULHO E LIXO "
Muitos cuidados para não ficar acumulando e guardando objetos, pápeis, roupas e lembranças que não tem mais utilidade e uso. Estes "entulhos " provocam a energia estagnada, o que atrapalha a prosperidade da casa. Faça uma avaliação e limpeza geral. Abra espaço em sua casa e vida. Não esqueça de colocar o lixo para fora também.



5)" MUITO VERDE NA CASA "
Abuse de plantas. Elas trazem boas energias. Coloque muitas flores amarelas e vermelhas, pois atraem prosperidade e abundância. Arranjo de girassol também é muito usado para atrair riqueza.



6)" MESA DE JANTAR "
A mesa de jantar, da sala ou da cozinha, é o local onde as pessoas se reúnem para as refeições e para conversar. O Feng Shui a considera um local também de prosperidade. Coloque sobre a mesa um belo arranjo de flores ou uma fruteira cheia de frutas. Se houver espaço, coloque na parede um espelho para refletir a mesa de jantar e dobrar a prosperidade.



7)" LADRÃO DA ABUNDÂNCIA "
Muito cuidado com os banheiros, são ladrões de abundância. Mantenha sempre a porta do banheiro fechada e a tampa da privada baixa. Já irá ajudar bastante.

fonte: http://www.mistico.com/

Buquês de noiva



Para a confecção de meu buquê estou  escolhendo entre as rosas nas cores  laranja, vermelha e lilás  e as orquídeas nas cores branca, lilás  e vinho, ou ainda tulipas roxas; o modelo poderá ser redondo ou uma  cascata bem pequena e para completar usarei junto, um terço.
(Imagens retiradas da internet)

Escolhendo o meu buquê

Buquê: dicas e o significado das flores

As melhores escolhas para cada tipo de noiva

Redação, iG São Paulo
17/05/2010 16:11

 A tradição do buquê teve início na Grécia Antiga. Contudo, em vez de flores, as noivas carregavam ervas e alhos, que teriam o poder de atrair boas energias. “Na história mais recente, as ervas deram lugar às flores”, diz a consultora de casamentos Vera Simão no livro “Casar - Do planejamento à celebração em grande estilo”, da Mescla Editorial. Hoje, a escolha se torna mais difícil. Formas, cores e combinações saltam aos olhos; e como não desejar todos eles? Confira algumas dicas preciosas e os significados das flores.

As dicas dos profissionais
Esqueça a velha ideia de combinar a espécie ou cor da flor com a da decoração da igreja ou da festa. “A produção da noiva não pode e nem deve seguir a essa linha. O interessante é que o buquê combine com a personalidade da noiva”, ensinam Ana Paola Liberatore e Isabela Ciampaglia, assessoras da Cheers Eventos. Também é preciso ficar atenta ao tamanho do arranjo. “O buquê é proporcional à altura e estilo de vestido da noiva”, explica a florista Adriana Nardozza.
As baixinhas devem ficar longe dos arranjos em forma de cascata, e as gordinhas, dos muito cheios. As altas podem se render aos maiores, mas deixar de lado a delicadeza. Para quem prefere apostar nos tradicionais buquês redondos, é preciso dosar bem o tamanho: em média 30 botões e cerca de 25cm de diâmetro, como recomenda Vera

Flores de cada estação
A estação do ano também é um fator que pode influenciar na escolha das noivas. Para o verão, as espécies de flores com cores mais vivas e formas mais evidentes são a boa pedida. Em função das temperaturas mais altas, fuja daquelas mais frágeis e que murcham logo, como gardênias e tulipas. Algumas boas opções são: callas brancas, rosas colombianas, orquídea, mix de rosas, cravíneas e girassol.
No inverno, nada melhor do que investir nas opções nobres como lírios, orquídeas e lisiantus. Clássicos como tulipas brancas e copo de leite também são ótimas opcões. O outono é marcado por flores em tons sóbrios, para garantir o glamour da temporada, e a primavera ganha força com a diversidade de opções, o que permite criatividade e ousadia na hora de montar o buquê.

O significado das flores
Vera Simão lembra que cada flor está associada a uma mensagem, o que pode ajudar a escolher o buquê.
Acácia branca ou rosada: constância e elegância; Azaléia branca: romance; Azaléia rosada: amor pela natureza; Camélia branca: beleza perfeita; Camélia rosada: grandeza de alma; Cravo branco: amor ardente; Cravo vermelho: amor vivo; Crisântemo branco: verdade; Crisântemo vermelho: “eu amo”; Dália amarela: união; Dália rosada: delicadeza; Flor de laranjeira: felicidade; Girassol: glória, dignidade e paixão; Jasmim: amor, beleza e delicadeza; Lírio: doçura e pureza; Margarida: inocência; Orquídea: beleza e pureza espiritual; Miosótis: inocência; Papoula: fertilidade, sonho; Rosa amarela: felicidade, amizade; Rosa branca: pureza, paz; Rosa champanhe: admiração, reverência; Rosa alaranjada: fascínio, encanto; Rosa cor-de-rosa: amizade, carinho; Rosa vermelha: amor, paixão; Tulipa vermelha: declaração de amor; Violeta: lealdade.

fonte: http://www.delas.ig.com.br/




Aprenda a escolher o buquê ideal para seu casamento

O buquê é um acessório para a noiva formado por lindas flores. Mesmo com o passar dos anos, ele permanece como uma tradição do casamento que simboliza charme e exala feminilidade.
Para escolher o buquê perfeito para o casamento, a noiva precisa encomendá-lo com três meses de antecedência. Muitas vezes a floricultura ou o designer floral solicita a foto do vestido, amostras das cores da decoração da igreja e da recepção, além de uma análise do estilo da cerimônia, personalidade e altura da noiva e modelo do vestido.
Se o vestido for totalmente branco, o buquê pode ter uma cor mais forte, como vermelho ou flores coloridas. Se for colorido, é preciso adequar a cor do buquê com a cor da roupa. Caso o vestido seja estampado, pode-se escolher as mais variadas cores, sempre analisando o tom predominante do traje.
A escolha do buquê deve ser proporcional ao tipo físico da noiva, estilo do vestido, originalidade, tipo de flor, cor, durabilidade, perfume e estilo da noiva (romântica, clássica, exótica, delicada ou moderna). O tamanho deve ser proporcional à altura da noiva e ao modelo do vestido.

Formatos e cores
O formato é um item muito importante que deve ser avaliado antes da escolha do buquê. Para definir a forma, a noiva precisa levar em consideração o vestido, o horário do casamento e até seu tipo físico.
- Para casamentos durante o dia, é preferível escolher flores de cores mais suaves. Para casamentos à noite, buquês de cores fortes e intensas estão liberados. O branco é um clássico e combina com tudo – detalhou a assessora de casamentos Márcia Possik.
Na opinião de Bia Sandoval, se a noiva optar por levar um terço juntamente com o buquê, deve optar por um terço pequeno e colocá-lo juntamente com o corselet do bouquet. “O terço serve para dar sorte para a noiva e não para ser exibido como uma jóia. Os mais usados são feitos de cristal, pois dão um ar delicado e sofisticado ao visual”, disse a decoradora.
A forma de segurar o buquê é encostada no corpo, para evitar que os convidados vejam o nervosismo da noiva. Segundo a decoradora Katia Calimanis, da Flor e Arte Decoração, a noiva deve apoiar o buquê do lado direito do corpo, no ílio, um ossinho do quadril, que fica logo abaixo da cintura. “Ela deve segurar o buquê na base, de uma forma confortável e delicada”, sugeriu ela.
“O bouquet não pode ter mais de 300 gramas, pois, ficam muito pesados e são desconfortáveis para a noiva que o carregará até o altar”, explicou o decorador e designer floral Batista Reis, da Floricultura Transflorartes.

Flores e detalhes
Segundo Érika Ventura, da V7 Eventos, as flores mais indicadas para o buquê redondo são as rosas. Para o buquê cascata ela recomendou orquídeas, lírios e copos-de-leite. Já para o buquê braçada, ela selecionou lírios, tulipas, alecrim, orquídeas, rosas e copos-de-leite.
O consultor de estilo Marco Antônio Rosas, do Ateliê Enlace, utiliza a técnica da matização floral, onde as cores das flores são alteradas, sem que elas percam sua naturalidade. “Sempre realizamos uma consultoria de estilo, para avaliar a noiva e o estilo da cerimônia. As flores mais usadas são copo-de-leite, rosa, astromélia, lírio, orquídea e gipsy.
Alguns detalhes dão charme e elegância ao buquê, como indicou Matheus Casagrande, da Cactus Floricultura. Para o acabamento dos buquês, os profissionais utilizam fitas de cetim ou tule, ráfia, junco, broches, cordões de jóias, alfinetes, pérolas, strass, arames coloridos, canela, laços, roletês, plumas, gliter, metal, frutas, tapes de arremate, folhagens, tecidos naturais, purpurina, esponja e até essências.
Algumas noivas sugerem o próprio estilo de buquê aos profissionais. “O bouquet mais original que já fiz foi em estilo redondo, confeccionado somente com ramos de pimenta vermelha”, contou Ana Lucia Bernardes, diretora da Florencanto.

Alternativos
Algumas novidades também têm conquistado as noivas e substituído o tradicional buquê de flores, tornando as cerimônias modernas, criativas e originais.
É o caso do buquê de flores com cristais, que demora em torno de quatro dias para ficar pronto. O Espaço Vip Dia da Noiva aplica as jóias e acessórios que são utilizadas nas tiaras e coroas nos buquês. “Acredito que a beleza e a leveza do material criam um impacto visual surpreendente, o que torna o buquê completamente elegante e inovador”, revelou a empresária Vanessa Alexandre.
Outra novidade que acabou de ser lançada por Marçal Rosa, da Cia. dos Buquês, é o buquê feito somente com maças do amor. “Participei de um evento e uma noiva me pediu um buquê de maçãs do amor para ela, que se casa em setembro”, contou.
O buquê de rosas de madeira já conquistou seu espaço e também é uma opção para as noivas que querem inovar. “Este buquê é super leve e serve tanto para a noiva levar na cerimônia, quanto para jogar para as amigas. Cada rosa pode conter um cartão com frases divertidas e pode ser jogada separadamente. Ao invés de somente uma amiga pegar o buquê, várias poderão levar uma lembrança para casa”, detalhou Aline Costa, da Amizarte.

Preços
O preço de um buquê de flores naturais pode variar de R$35 a R$600, dependendo do tamanho, número e variedade de flores, acabamento e detalhes.
Um buquê bem elaborado, colorido, feito com várias flores da estação, com detalhes e um bonito acabamento, custa em média R$300.
O buquê de cristal custa R$420 o aluguel. O preço do buquê de rosas de madeira varia de R$36 a R$77, de acordo com a quantidade de rosas e o acabamento.

Veja o formato de buquê indicado para cada tipo de noiva:
Redondo: Indicado para noivas mais delicadas, mais magras e mais baixas. Pode ser usado em qualquer horário, principalmente de manhã e à tarde. Combina com decotes arredondados, mangas curtas ou três quartos. Deve ter em média 30 botões. Deve ser levado sempre na altura da cintura, do osso do quadril.

Braçada: Indicado para noivas mais cheinhas ou que tenham uma silhueta mais desenhada. Possui formato alongado e é feito para ser carregado nos braços. Pode ser usado em qualquer horário, principalmente de manhã. Levanta o busto e dá impressão de uma estatura mais alta. Combina com vestidos mais justos, sensuais, sem mangas e com longas luvas. Com cerca de 50 centímetros, deve ser levado na lateral, deitado sobre o braço.

Cascata: Indicado para todos os tipos de noivas. Os buquês mais compridos são perfeitos para as noivas mais altas. Possui formato triangular e é indicado para casamentos à noite. Combina com vestidos fechados, mangas longas, decotes princesa, quadrado e em V. O comprimento pode variar até o joelho. Deve ser levado a frente do corpo.

Veja o nome de algumas flores e seus significados e escolha a que mais combina com sua união(elaborado por Débora Casagrande, do Atelier das Noivas):
Orquídeas: Beleza, luxúria, perfeição e espiritualidade
Lírios: Doçura, inocência, majestade e pureza
Margarida: Virgindade e candura
Acácia amarela: Amor secreto
Acácia rosada: Grandeza da alma
Camélia: Beleza perfeita
Hortência: Frieza e indiferença
Jasmim: Amor, beleza delicada e graça
Narciso: Egoísmo e vaidade
Rosa vermelha: Paixão e amor
Rosa amarela: Felicidade e amizade
Rosa cor de rosa: Amizade e carinho
Rosa chá: Respeito e admiração
Rosa branca: Pureza e paz
Rosa laranja: Fascínio e encanto
Rosa champagne: Admiração e reverência
Tulipas: Declaração de amor
Violetas: Lealdade e modéstia
Papoula: Fertilidade, ressurreição e sonho
Sempre Viva: Eternidade e imortalidade
Miosótis: Amor sincero
Magnólia: Simpatia
Girassol: Dignidade, glória e paixão
Dália amarela: União recíproca
Dália rosada: Delicadeza
Dália vermelha: Amor abrasador
Crisântemo amarelo: Amor frágil
Crisântemo branco: Sinceridade
Cravo amarelo: Desdém
Cravo branco: Amor ardente, ingenuidade e talento.
Cravo rosa: Preferência
Cravo vermelho: Amor intenso
Azaléia branca: Romance
Azaléia rosada: Natureza
Gotas de orvalho: Servem para umedecer os lábios dos noivos, para que as palavras sejam sempre doces desde o início do casamento.
Folhas: Servem para atrair boas energias. Sua cor verde trará sempre esperança aos corações.
Fitas: Simbolizam o enlace do casal. Deixarão o casal sempre entrelaçado um ao outro.

fonte:http://www.pontodosnoivos.com.br/